sábado, 8 de julho de 2017

O AMOR DEVERIA SER...



Curioso, igual a um gato a brincar
Com a própria sombra...
Forte, para vencer os desafios
Da distância, da ausência, 
Do desencontro, da dúvida!
O Amor deveria ser:
Surpreendente, como o primeiro beijo!
Capaz de nos fazer invencíveis 
Para podermos voar bem alto, 
Até chegar perto do Sol, 
Sem perder, a sensibilidade de sentir 
A beleza e harmonia 
Que existe em cada gota de chuva...

Vanice Zimerman, IWA