sexta-feira, 6 de novembro de 2015

A barba por fazer...


Madrugada,
Um lampião
Ilumina teu rosto
Os cabelos em desalinho
A barba por fazer,
Em silêncio
Respiro você...
Em oito versos.
Van Zimerman
05/11/2015