sábado, 19 de novembro de 2016

SILÊNCIO, TANTO SILÊNCIO

Madrugada,
Em frente ao espelho,
O silêncio  envolve
A dor da saudade
Tanto silêncio,
O amor  tão distante...
Saudade da tua voz,
Ouço o som da lágrima,
Lágrima que desliza
E aconchega-se
Ao meu coração,
Nosso coração...
Em frente ao espelho,
Duplica-se a lágrima.
Van Zimerman 
 20/11/2016