sexta-feira, 11 de novembro de 2016

INTIMIDADE



Madrugada,
Devagar inspiro
O suave aroma de incenso,
Nossas  mãos, quase, se unem
Cintilam impressões digitais,
Num mágico bailar imóvel,
Desenhamos um arco-íris,
Enquanto,  o calor do teu corpo
Em ondas de amor e saudade
Envolve-me, envolve-nos.
Na ausência do toque
A presença do amor distante,
Uma viagem ao  espelho
Um retorno ao passado.
Por segundos,
Sinto  tua camisa branca,
Teu perfume
E o  carinho dos teus lábios...
Em sintonia, apagamos a luz da vela
E em diáfanos tons de azul,
As  lágrimas deslizam...
Van Zimerman 
11/11/2016