sábado, 12 de dezembro de 2015

Lágrimas e Reticências...


As linhas do Destino
Entrelaçam nossas Vidas,
Diminuindo a distância
Que viaja em versos de Amor,
Amor que cintila em sonhos...

Na madrugada fria,
A saudade aconchega-se
Nas pérolas do colar, e na rosa vermelha...
Enquanto aguardo tua volta
Imagino você saindo do espelho,
E no silêncio azul, da tua camisa, perco-me
E por segundos, encontro-me  em teus braços...
Ah, ainda sinto teu perfume
nas lágrimas que deslizam,
Feito reticências...
Foto e poema: Van Zimerman
  12/12/2015