sábado, 15 de agosto de 2015

Doce distância



Madrugada,
A saudade envolve
O pensamento,
Lembro-me da chuva,
E, de um pequeno arco-íris,
No qual eu desenhava as  letras do teu nome.
E o vento ao mover a cortina
Faz-me sonhar, viajando ao encontro
Do amor distante, disperso em versos...
Mágicos toques do vento.

Vanice Zimerman

      15/08/2015