sábado, 3 de junho de 2017

Enquanto as nuvens passeiam


Amanhece,
Do vidro trincado da janela
Admiro o passeio  das nuvens
Que se aproximam
Se tocam
Num bailado surreal,
De imagens e cores...

Do vidro trincado da janela,
Feito um pássaro
A poesia, curiosa, voa
E em suas asas de cristal
Cintilam gotas d’água,
Versos alados,
E, ainda as lembranças
Dos sonhos tecidos
Com amor e encanto
Em nossa madrugada...
Van Zimerman, IWA
 03/06/2017