sábado, 23 de abril de 2016

Em tons de cereja



O aroma do chá de romã
Envolve-me,
E o pensamento viaja...
Enquanto no Canson
Desenho dois corações,
Água e tintas menclam-se,
Os tons de cereja, feito ondas, apaixonam-se
Mágicas ondas que tingem o papel.
Sinto a  tarde a  espreitar-me curiosa,

E por segundos, deixo-a observar
As lembranças que guardo,
Do teu rosto, do teu sorrriso,
Aquarelando-se,
Em tons de cereja,
Nuances de Amor e Saudade...

Van Zimerman 
 22/04/2016