segunda-feira, 4 de julho de 2016

Arabescos



Escapa pelos poros,
Uma saudade em arabescos,
Derretendo pontes de relógios
Dissipa as lágrimas,
Renascendo em  versos, em telas
E tinge com tons de ciano  e magenta
O nosso céu...


Van
Zimerman