quarta-feira, 28 de outubro de 2015

As Mãos Tingidas De Pólen...


Envolvo tua foto
Com moldura de pétalas
Sinto o perfume dos lírios,
E as mãos tingidas  de pólen...
Sutil, mas intenso  amor de Inverno
Que se mescla à Primavera.
Olhar que me embriaga,
Serpenteia, sem pressa
Meu colar de pérolas,
E aconchega-se milimétricamente em mim.
Respiro tua ausência
Na lembrança do teu beijo,
E a saudade e reticências,
Desenham tua presença,
Distanciando,  um ponto final
Van Zimerman 
28/10/2015