sexta-feira, 12 de setembro de 2014

A Camisa Branca



 
     Olho no varal e não a encontro... Também não está descansando na cadeira do quarto, ou pronta para o uso no guarda-roupa, embora ainda sinta o seu perfume...
   Gostava de abraçá-lo e sentir a textura da camisa branca. Queria vê-la, jogada em cima da cama, sem pressa de ser vestida... Penso que a passagem do tempo desgastou as fibras do tecido, um a um, despregou-lhes os botões. Mas, ainda a encontro, perfeita, em meu coração.
   Quando a saudade insiste, imagino as lembranças ocupando os espaços vazios da camisa branca, você revivendo com ela. Sinto que quase posso tocá-lo, quase...
 By Vanice Zimerman  Ferreira
 
-Imagem: Vanice Ferreira